Linhas de Pesquisa

Reprodução e Larvicultura

Inclui projetos que visam otimizar a produção de alevinos de peixes, pós-larvas de camarões e sementes de moluscos, por meio da geração de tecnologias sustentáveis e passíveis de serem adotadas pelos produtores comerciais.

Tecnologias e Sistemas de Produção

Esta linha de pesquisa engloba projetos que objetivam desenvolver e aprimorar tecnologias de produção de organismos aquáticos. São contemplados moluscos, camarões marinhos, peixes marinhos e de água doce e macroalgas. Os estudos desenvolvidos nesta linha de pesquisa têm servido como alavanca para o sistema produtivo em aquicultura, e tem foco na reprodução, larvicultura, engorda, qualidade de água, sistemas de cultivo e melhoramento genético de organismos aquáticos. A pesquisa nesta área, desenvolvida pelo Programa Pós-Graduação em Aquicultura propiciou a oferta, no mercado brasileiro, de pescados anteriormente provenientes exclusivamente da pesca extrativa como é o caso do camarão, dos mexilhões e das ostras.

Manejo e Conservação de Ecossistemas Aquáticos

O manejo sustentável e a conservação de ecossistemas aquáticos são fundamentais para a preservação genética dos recursos pesqueiros e do ambiente como um todo. Esta linha de pesquisa abrange projetos na área de águas continentais e na área marinha. Os projetos estão focados na conservação da Bacia do alto Rio Uruguai, incluindo a formação de um banco de reprodutores in vitro, vital para o desenvolvimento de um programa de melhoramento, aprimorando as características zootécnicas dos organismos aquáticos. No ambiente marinho, os projetos focalizam o emprego de marcadores moleculares na detecção de agentes poluidores que possam comprometer a produção aquática.

Nutrição e Alimentação

Esta linha de pesquisa inclui projetos que objetivam conhecer a utilização dos nutrientes da dieta pelos organismos aquáticos, bem como estudar manejos alimentares alternativos que propiciem maior produção de pescados marinhos ou de água doce. Através do conhecimento das exigências nutricionais de cada espécie cultivada, é possível a formulação de rações mais eficientes e, consequentemente, com menor custo. O estudo da nutrição e alimentação dos organismos aquáticos de importância para aquicultura é também extremamente relevante na manutenção de baixas concentrações de nutrientes nos efluentes dos sistemas aquícolas de produção, minimizando o impacto ambiental da atividade. Todos estes aspectos são objeto de pesquisa dos projetos incluídos nesta linha.

Patologia e Sanidade

O estudo das enfermidades, suas causas, mecanismos de prevenção e defesa dos organismos aquáticos é de grande importância para o sucesso de seu cultivo. Além disso, a definição de padrões sanitários, que evitem a ocorrência de enfermidades é vital nos sistemas aquícolas. Estes são os principais objetivos dos projetos incluídos nesta linha de pesquisa, os quais envolvem estudos com organismos aquáticos marinhos e de água doce. Nesta área a pesquisa com organismos aquáticos é escassa em nível nacional, o que valoriza muito a sua existência no Programa Pós-Graduação em Aquicultura.